2 de out de 2010

Bordadeira




Enquanto a mulata borda

A vida parece rodar,

rodar,

rodar...

No espiral que ela borda

Na borda do pano, devagar...

Linha vai,

agulha vem...

E a mulata a bordar

o espiral que a rosa não tem.